terça-feira, 24 de junho de 2008

ANALOGIA CRITICA SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS





VÍDEOS SOBRE...


Roberto Carlos - As baleias (1981)
http://br.youtube.com/watch?v=Fn9lIHw0_7Q






ANALOGIA CRITICA SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS



Já foi cientificamente provado que, que à medida que os séculos avançam... As “Mudanças climáticas” terão um impacto cada vez maior na sociedade humana e que uma crescente maioria da população mundial estará vivendo em cidades... Como uma grande parte dos impactos da mudança climática vem sendo suscitada pela grande emissão de gases poluentes jogados na atmosfera pelo “Industrialismo das Grandes Potencias Mundiais”, (leia-se G8):

Ou melhor, das grandes Metrópoles...Apesar do Tratado de Kioto:
Acordo este que trata de diminuir paulatinamente, a emissão de gases poluentes... Entretanto, o EUA, o maior poluidor, ainda não assinou...

Todavia, a relação entre Mudanças Climáticas e as Cidades será de vital importância para o futuro bem-estar da população humana durante este século, já que estes dois importantes agentes de mudança, a urbanização e a mudança climática, interagem. Em especial, é útil pensar sobre o assunto Mudança Climática especificamente em termos de como ela está relacionada com as cidades, por três importantes motivos:



Mais de 75% do consumo de energia está diretamente relacionado com as cidades:




Em muitos casos, as cidades são altamente vulneráveis aos impactos das Mudanças Climáticas:





As cidades têm um grande potencial de instigar soluções inovadoras (tanto na forma de adaptações quanto de reduções de emissões)

As cidades ocupam uma posição central, como principais consumidoras de energia, mas também como centros de inovação e de idéias. Ligações internacionais podem ser construídas entre cidades, mesmo quando os estados não concordam.


O British Council:



Mantém uma presença física na maioria das grandes cidades do mundo, oferecendo uma fantástica oportunidade de estímulo ao diálogo Global...Portanto, focar as atividades temáticas nas cidades e em suas redondezas irá gerar uma perspectiva nova sobre o clima, conscientizando as populações sobre os desafios e potenciais soluções, além de fortalecer o debate sobre os tipos de ações necessárias.




É inegável que o aquecimento global, é o principal fator climatológico, das “Mudanças Climáticas”, isto já vem ocorrendo desde do homem da Idade da Pedra Lascada...





Quando se descobriu o fogo... Com o decorrer do tempo, o homem começou a cozinhar sua alimentação com lenha extraída das matas. Até então, este ato de cozer os alimentos, apesar da retirada da lenha das matas e/ou florestas, não afetava em quase nada o meio ambiente. Neste principio o homem vivia da caça e da pesca e era nômade, pois vivia em uma determinada região até escassear a alimentação, daí então, partia para outra região, em busca da sobrevivência...Porém, o homem foi vislumbrando novos horizontes e foi se afixando mais em cada região, tendo uma vida mais sedentária, começaram a explorar a agricultura primitiva, aí sim, começaram as primeiras queimadas, que foram afetando, moderadamente, alguns ecossistemas da biosfera terrestre, onde esses homens primitivos viviam.




Com o aparecimento da civilização propriamente dita, a partir dos Sumérios na Mesopotâmia no ano 3500A.C(antes de Cristo):




Já começou aumentar substancialmente às necessidades do homem...Daí por diante, advindo às atividades agropecuárias, com praticas rudimentares, que já afetava demasiadamente o meio ambiente, devastando imensas áreas, devido ainda não existirem as técnicas da ciência agronômica e agrícola apropriadas no desenvolvimento auto-sustentável. Que, conseqüentemente, principiou o processo de desertificação, que, aliás, é um processo natural, porém, o homem acelerou, em algumas regiões do Planeta Terra, como por exemplo, o Deserto do Saara:



Na Região do Egito, por ocasião da existência da Civilização Egípcia.


E com decorrer dos tempos, este processo de desertificação foi se exacerbando ainda mais, já a partir da Idade média, entre o Séc.VII até o meados do Séc.XV, depois de Cristo, no ano de 1453, depois da queda de Constantinopla. E se alastrando na Atual Civilização Contemporânea Moderna, logo após a Revolução Industrial na Inglaterra, no Séc.XVIII...Todavia, no final do Séc. XX, e Inicio do Séc.XXI, ou seja, aqui e agora na nossa atualidade, se exacerbaram ainda mais este processo de Industrialização, que vem aumentando substancialmente, as “Mudanças Climáticas”....Que, já estar trazendo, e vai trazer muito mais no futuro...


Danos irreversíveis para toda:

ATOMSFERA TERRESTTRE:




DO ESCRITOR DO LIVRO: ÁGUA: A ESSÊNCIA DA VIDA
www.aguapss.rg3.net
PEDRO SEVERINO DE SOUSA
JOÃO PESSOA(PB), 23.06.2008









Um comentário:

Luiz disse...

Muito bom o seu blog, Pedro !!
Você escreve com naturalidade e seus textos são atraentemente enriquecidos com imagens.

Te convido a ampliar as possibilidades de divulgação de suas idéias participando do grupo "Ambiente Ecológico", no Google. Você poderá enviar seus artigos e criar páginas !!
Vai lá visitar !! :
www.groups.google.com/group/ambienteecologico
(ou digite no Google : "Grupo Ambiente Ecológico")

Parabéns !!....E um abraço !!,

Luiz.